segunda-feira, 28 de março de 2011

Inocência



Tanta coisa de mim fazia parte
Quando ainda tinha a ti como estandarte
Inocência
Submersa
Inocência

Brincadeiras tantas
Aventuras tantas
Medo

do que não existia
Ausência de medo no que deveria
Frouxa alegria
Remota melancolia

Ah! Inocência
Por que deixei a ti?
Descubro que cresci
E vivi

Afastamento
Deslumbre
Raso conhecimento
Fé rasgada
Maculada
Utopia
Apatia

Longe
Buscando ao longe
O que está tão perto
Intrínseco, porém coberto
Constrange
O caráter descoberto
E pesa no semblante
A altivez severa

Ah! Inocência
Quem me dera o tempo
Em que deitava em mim sua aparência

Hoje me resta o canto ferrenho
Contudo alegre
De quem descobriu que tacitamente tenho
Sua presença
Inocência
Leve

Por Luana Toledo e Samira Tavares

5 comentários:

  1. Duas mulheres de DEUS.

    Vcs são 2 talentos moldados pelo Senhor.

    Continue nessa jornada em nome de Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Bonitas palavras, bonita parceria. Está amadurecendo e tomando forma aquele projeto das letras, viu? Um abração p vcs!

    ResponderExcluir
  3. Linda a mensagem que esses versos enchem de lirismo.

    Voltarei...

    Aline N T

    ResponderExcluir
  4. Lindo!!!!!!!!!!!!! Minha filhas!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. O alvo de meu blog é divulgar o bom nome de Jesus. E levar cada crente mais perto de seu Senhor, ficarei feliz se quiser fazer parte dele, contudo não deixarei de visitar, e comentar em seu blog. Ficarei á espera da sua amizade virtual. Minhas saudações em Cristo Jesus., e um feliz Natal.

    ResponderExcluir